Gavestática 68 – Podres por Dentro

gav68-podcast-doencas-e-outros-podres

Salve, ratos e traças! A medida que envelhecemos, a pauta deste programa vai aumentando. De cistos fetais até testículos torcidos, conheça algumas das mazelas que já sofremos nesta vida! E não esqueçam de dar uma passada lá nos nossos amigos do Frango Fino.

Entre na sala, pegue um café e participe da conversa mandando um e-mail para contato@gaveteiro.com ou acessando nossa fan page no facebook!

Reproduzir

Tamanho: 31,6 mb
Duração: 68:44
Feed do Podcast

Siga a gente no twitter!

– Twitter oficial do blog
– Vivi
– Fábio
– Diego Flyfish
– Doug Bezerra

Algumas coisas comentadas:

Vídeo: Aretuza (é nojento)
Imagem: ISSO foi o que o Aiken teve
– Vídeo: pezinho no banheiro

STEAM:

Grupo oficial do Gaveteiro.com
Diego Flyfish
Vivi

Outros podcasts com temas parecidos:

– Gavestática 47 – Histórias de Trabalho
– Gavestática 58 – Overdose Alimentícia

  • Sergio

    Aêêêêê!!!

    Meu F5 já estava quase apagando aqui!

    Ouvindo agora!!!

  • Erick

    opa ai sim! baixando.

  • Sergio

    KKKK! 3 neguinhos de saco aberto!!!

  • O nome é tão ruim, que um restaurante plagiou eles.

  • Herege

    Huhauhauha, ‘você propõe com ele’ foi demais. Mas olhos e genitais devem ser as operações mais fodas mesmo. As outras da uma anestesia geral e a gente acorda depois. Lembro da minha de fimose tb, fiquei naquela placa de aço e um cara mexendo no meu peru com um bisturi elétrico numa sala fria da porra e uns enfermeiros olhando. O negócio é que não podia se mexer muito, se não a corrente do bisturi elétrico passava pra o corpo. Mas com aquele cheiro de queimado, aquela queimação lá embaixo… quem disse que eu consegui ficar quieto por muito tempo. Levei uns 2 ou 3 choques naquela maca.

    • Nossa, isso não deve ser normal huhuaha… Devia estar com alguma coisa desregulada. Dá medo de num choque desses você se virar e arrancarem o pinto fora. Não precisa de nenhum esforço pra fazer isso com um bisturi elétrico.

  • Ivan Bento Junior

    Ola, gosto muito do podcast de voces, estao de parabens pela qualidade.
    Para responder o geninho, nesse gavestativa teve a participacao de 2 participantes que tiveram o saco cortado.

    • Ganhou! Logo mais a Vi deve entrar em contato com as chaves (se já não mandou, deixa ela acordar que eu pergunto rs). Abraço

      • Ivan Bento Junior

        Valeu Diego!
        ^^

        Vai dar uma boa jogatina agora!
        kkkk

  • Emerson de Oliveira Carvalho

    Depois do trabalho vou para casa feliz ouvindo o Gaveteiro podcast. 🙂 Obrigado por fazer minha viagem para casa mais tranquila e feliz. 🙂

  • Philippe

    Velho, um nó no saco? Mesmo?

    • Aparentemente foi isso o que aconteceu com ele. Doi só de olhar ahauhaua

  • Fravinha

    Que aflição!!!
    de pensar em uma agulha retirando o liquido da coluna.
    Que horror! :/
    Esse foi um programa que não deu pra repetir, por causa disso.
    Viva a granja! Mas uma participação de responsa no gavestatica.
    A doença que eu não gostaria de pegar de novo, é a dengue, por que ja viu né… se for hemorrágica, eu vou pro saco.

    • Ah era essa a aflição que você tinha comentado sobre o programa? É porque você é mulher, para os homens não existe aflição maior que o caso do Aiken. rs

  • Caio Braga

    Heyo. xD Ouvi enquanto fazia mercado hoje o/
    Passei pela cirurgia de judeu também, mas foi recentemente, pouco antes dos meus 24 anos. O pior: eu fiz enquanto namorava! (ô sofrimento xD)
    No momento em que fiz, fiquei pensando: “Me arrependo profundamente por ter feito, não era pra ter feito” D:
    Mas o problema mesmo foi a questão de dormir e tomar cuidado pra não me animar (que é algo natural do homem). Passando o tempo de cura, digo que valeu a pena! 😛 hehe
    Não sou de passar mal ao ver feridas ou sangue, pelo contrário, sou extremamente calmo para poder ajudar nessas horas. Mas quando vi o “jr” ferido e com os pontos depois da cirurgia… pressão foi pra debaixo da terra! xD

    Gostei do podcast! Algo bem diferente do que eu esperava.

    Btw, sempre que uma amiga me fala de um cisto, fico meio agoniado e passei a ficar mais ainda depois que vi isso: glo.bo/1h963KV

    Abraços \o

  • Pedro Ângelo

    2 sacos!!!

  • Pedro Ângelo

    Haha nem vi q já tinham respondido

  • bruno

    Então, relembrei da existência desse magnífico sítio online, e vim aqui ver o que tinha de novo, esperando nenhuma novidade. Encontrei uns bons episódios! Not disappointed.
    Abracos, aguardo o próximo. :^)

  • Davi Girão

    Dois participantes

  • HHS

    Muito bom o podcast, como sempre! Adoro vocês!

    As histórias de endoscopia fizeram-me lembrar de uma das vezes que passei por este maravilhoso procedimento.

    Não sou uma pessoa de alar muito, mas enquanto me recuperava do sedativo resolvi conversar com o cara deitado na maca ao lado, balbuciando coisas incompreensíveis mas que na minha cabeça faziam todo sentido. Irritado pelo fato de que o rapaz não me respondia (mais tarde descobri que ele estava ainda apagado) levantei-me da maca e me dirigi cambaleante para a sala de espera lotada onde meu pai aguardava.

    Todos ficaram assistindo enquanto eu parava ao lado do meu genitor e tentava conversar com a língua ainda travada para, no segundo seguinte me dar conta de onde estava e o que estava fazendo. Fui embora morto de vergonha e com o meu pai me sacaneando na viagem de volta.

  • Cadu

    Caraca, ouvi o podcast arrepiado nas partes de cirurgia. Aproveito pra deixar uma sugestão de pauta: coisas que dão nojo! Eu particularmente tenho nojo de cogumelos desde criança, por algum motivo. Tenho uma amiga que tem nojo de buraquinhos! Para entender mais, olhem esse link: http://www.jornalciencia.com/saude/mente/2842-tripofobia-bizarra-fobia-faz-pessoas-entrarem-em-panico-ao-se-depararem-com-buracos. Desde então, quando vejo buraquinhos, lembro da foto dessa menina e tenho nojo. D: Abs!

    • Curti a sugestão de tema, essa vai pro banco de dados hehehe, abraços

  • Bruno Larsson

    Muito bom esse programa! Ri demais!! Principalmente da vinheta do caminhoneiro! AHAH

    Já tive pedra no rim duas vezes, poir que médico disse que algumas pessoas, que nem eu, tem propensão genética a terem pedras, e vou sofrer com isso a cada 5 anos + – pro resto da vida. Essa porcaria que sai rasgando a alma pqp